Villafáfila

Villafáfila

A nordeste da província de Zamora, rodeado pelos pombais que identificam a Terra de Campos, localiza-se o conjunto de lagoas de Villafáfila, 32 682 hectares de Reserva Regional de Caça, que é um dos mais importantes da península. Uma orografia plana, de amplos horizontes e as características geológicas do terreno são as responsáveis pela formação das lagoas que conferem a esta zona uma importância de destaque na Península Ibérica sendo um importante enclave para as aves aquáticas na geografia de Castela e Leão e um complexo lagunar de máxima importância a nível nacional e europeu.

Ainda que a Tierra de Campos se caracterize por um terreno de solos arenosos e argilosos, as Lagoas de Villafáfila conhecidas também como “As Salinas” são consequência da presença de rochas impermeáveis, com uma acumulação de água, que dá origem à mais rica avifauna da Comunidade. O carácter salino das suas águas responde à grande quantidade de sais que impregnam os materiais que formam o subsolo.

O pôr-do-sol a partir do Outono ou da Primavera são a época propícia para que o aficionado à observação de aves se dirija a Tierra de Campos com uns binóculos para observar os numerosos bandos que regressam diariamente a essas lagoas zamoranas para descansar dos seus longos voos migratórios. Criaturas aladas procedentes de toda a Europa fazem de Villafáfila um paraíso para o denominado ‘orniturismo’.

De todas as espécies, a mais numerosa é o pato-real, ainda que seja muito fácil encontrar abibes, cegonhas brancas, garças-reais, grous-comum, gansos.Mas a Reserva destaca-se principalmente por acolher a maior população de abetardas de toda a Europa. Esta ave pernalta de uns oito decímetros de comprimento, vermelha com detalhes em preto, o pescoço longo e delgado e as asas pequenas, faz as delícias do visitante graças ao seu voo curto e pesado.

Neste ambiente podem-se contemplar dezenas de pombais, de várias formas que se erguem na planície, um exemplo de arquitectura popular que representa a região como nenhuma outra. A silhueta destas “catedrais ou castelos de lama” faz parte da paisagem rural, embora tenham perdido grande parte do seu significado económico.

Más Información