Rotas

De visita obrigatória em Zamora são todas e cada uma das suas rotas, uma vez que cada uma delas é diferente das outras e oferece uma singular pecularidade! Cada comarca contribui para uma grande rota provincial que surpreenderá os visitantes pela sua originalidade e diferenciação das suas paisagens, costumes e gentes.

-Rota da Montanha: Compreende as comarcas da Sanabria e Carballeda. Representa a paisagem mais agreste e montanhosa da província com o Parque Natural do Lago da Sanabria como atractivo turístico mais emblemático. Sem esquecer a sua variante artística: o conjunto monumental histórico-artístico de Puebla de Sanabria, as inúmeras aldeias de arquitetura popular, o mosteiro de San Martín de Castañeda. As suas festas e romarias, as suas tradições e gastronomia lembram já a vizinha Galiza. .

– Rota da Culebra: Neste percurso misturam-se aspetos paisagísticos como a Reserva Nacional de Caça da Serra da Culebra com outros aspetos artísticos, populares e etnográficos: Villardeciervos, conjunto monumental histórico-artístico; Moveros centro de olaria por excelência. Na área da gastronomia destaca-se a excelente carne de vitela de Aliste e os saborosos frutos do bosque, os cogumelos.

– Rota da Prata: Atravessa a província de Sul a Norte. Com pontos monumentais como a capital Benavente, o mosteiro cisterciense de Santa Maria de Moreruela. As lagoas de Villafáfila, em Tierra de Campos, formam um conjunto que acolhe uma grande variedade de aves migratórias.

– Rota do Douro: Atravessa Zamora de Este para Oeste iniciando-se em Toro, um dos melhores exemplos de povoamentos medievais declarado conjunto monumental histórico-artístico com numerosos monumentos entre os quais se destaca La Colegiata, de estilo românico, além de palácios, conventos e casas brasonadas, sem esquecer o seu fabuloso vinho com Denominação de Origem. Finaliza-se a Rota na comarca Sayaguesa, na qual sobressai o impressionante vale do Rio Douro, e a sua descida até Portugal, cujos Arribas foram declarados Parque Natural.

– Rota dos Vales de Benavente: Cruzamento de caminhos, Benavente é praticamente o ponto final da Via da Prata na província de Zamora no seu caminho até terras leonesas. Núcleo importante da história espanhola obteve grande relevância no século XIV que se manteria até XIX. Os Vales dos rios Tera, Orbigo, Cea e Eria que a circundam oferecem uma rota completa de turismo arqueológico, transportando-nos até ao neolítico, continuando até à romanização destas terras.

Por la Capital

Por la Provincia

Caminos Jacobeos