Reserva de la Biosfera Meseta Ibérica

A Reserva da Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica

 

Com os seus 11.326 quilómetros quadrados que englobam a raia fronteiriça entre as províncias de Zamora e de Salamanca e o nordeste transmontano de Portugal, compõem a maior Reserva da Biosfera Transfronteiriça da Europa. Num total de oitenta e sete municípios, dos quais quase metade correspondem ao território de Zamora, integram este espaço sustentável, declarado pela UNESCO como Reserva da Biosfera em 2015 e que inclui quatro Parque Naturais e diversos espaços da Rede Natura 2000.
Um território de paisagens únicas e diversificadas
Um impressionante moisaico paisagístico demonstra a riqueza deste espaço único, onde se pode contemplar cumes de mais de 2.000 metros de altitude do Parque Natural del Lago de Sanabria y alrededores, repleto de lagos, vales encaixados, moreias glaciares e o maior lago de origem glaciar da península ibérica, até um dos espaços geológicos mais antigos, integrado no Parque Natural de Montesinho que permite a observação de fragmentos com muitos milhões de anos de velhos continentes, nas montanhas baixas e colinas da zona. O espetáculo paisagístico completa-se com os magníficos canhões fluviais abertos pelo Rio Douro e seu afluente Águeda, na mesma raia fronteiriça e que conformam o Parque Natural de los Arribes del Duero e Parque Natural do Douro Internacional.
Biodiversidade e riqueza
A Reserva da Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica é também um espaço fronteiriço entre os climas mediterrânico e atlântico, o que explica a enorme biodiversidade de fauna e flora, onde se refugiam espécies em perigo de extinção e vários tesouros botânicos. A maior densidade de lobo da Europa habita a serrania da Culebra e Montesinho e compartilham o território com veados, javalis e rebanhos de ovelhas, que constituem uma das fontes de riqueza da população da zona. É possível também vislumbrar Águia de Bonelli, Abutre-do-Egipto e Cegonha-preta, entre muitas outras espécies nas escarpas dos Arribes do Douro, assim como espécies borboletas exclusivas e raras como o mexilhão-de-rio ou a lampreia.
Arquitetura popular, festas e gastronomia
E naturalmente uma enorme riqueza patrimonial e cultural que se pode visitar nos diversos povoamentos deste espaço repleto de história e tradições, com uma gastronomia própria de enorme qualidade de onde se destaca a carne, os queijos e os produtos silvestres oriundos das suas montanhas e os frutos mediterrânicos, como as laranjas, as amêndoas e o azeite.

Mais informação: http://www.biosfera-mesetaiberica.com/es

                                 descarga