Feiras e touros

Feiras e touros

Chega o calor e, com ele, as festas populares, nas quais o touro é o elemento central.

O Touro Enmaromado

Benavente é conhecida pela festa do Touro enmaronado, reconhecido como Festa de Interesse Turístico Regional. Celebra-se na véspera do Corpus. O animal, de mil quilos de peso, corre pelas ruas com uma corda grossa amarrada de 200 metros de comprimento. As peñas (grupos de pessoas) têm um papel protagonista tanto durante a corrida do touro como durante a noite.

Festas de San Pedro em Zamora

As Festas de San Pedro celebram-se a 29 de Junho e nela se misturam actividades de cultura moderna, a música rock e as actividades programadas para as crianças. Salientam-se a Feira do Alho e a Feira da Cerâmica, a mais antiga em Espanha, que reúne uma série de vendedores de artigos de cerâmica popular provenientes das olarias de Pereruela, Moveros ou Toro e do resto do território nacional. As Feiras de Gado e a de Produtos da Terra convivem em harmonia com o jazz, o flamenco, os arraiais ou as conferências.

Los Espantes de Fuentesaúco

Desde o século XIX, pelas festas da Visitación, a capital da Guareña celebra os seus tradicionais Espantes: um grupo de touros encerra-se no prado para que um grupo de jovens campinos os conduza para o centro da cidade.

Uma vez lá, uma barreira humana faz-lhes frente com a intenção de pô-los em fuga. Esta demonstração taurina, única de Fuentesaúco e da aldeia vizinha Guarrate, celebra-se a princípios do mês de Julho. Encierros (largadas de touros pelas ruas da aldeia, num trajecto previamente delimitado, que termina numa praça onde são toureados pelos populares mais corajosos), concursos de cortes (onde os mais ousados cortam o passo ao touro) e touradas completam o programa.

Fermoselle

No final do mês de Agosto, com as festas de San Agustín, os habitantes de Fermoselle improvisam uma praça de touros na praça principal que já se converteu numa referência para os aficionados. Os touros chegam num espectacular encierro, e já dentro da praça continuam as corridas e os enfrentamentos ao animal até que as autoridades os mandem retirar.

Villalpando

Por San Roque, a 16 de Agosto celebra-se nesta localidade os encierros. Além dos encierros no campo (vigiados por campinos ou em jipes, motos e tractores), deram fama à localidade as touradas à tarde na Praça Maior e a Solana, bem como os ‘toros del alba’, com grande afluência de público.

Festas de San Agustín

Toro honra o seu nome durante as festas de San Agustín, que se realizam no 28 de Agosto. Além dos encierros regulares, a praça de touros da cidade é palco da celebração da conhecida Fonte do Vinho, um espectáculo taurino no qual uma grande cuba de vinho de Toro se situa no centro da praça. Dela bebem os moços enquanto os touros e novilhos correm à sua volta. As populares carroças, construídas na aldeia ao longo de todo o ano para o desfile de San Agustín, são outra atracção da festa.

Toro

A Festa da Vindima realiza-se na primeira metade de Outubro e é uma desculpa para converter a colheita numa festa que mobiliza a população.

Em Toro o enraizamento desta tradição faz com que tenha sido declarada Festa de Interesse Turístico Regional. A festa tem todos os ingredientes: a leitura do pregão, o encerramento, o desfile de carroças engalanadas e cestas de vindima.

A celebração da festa da vindima já se espalhou para outras Denominações de Origem como por exemplo Arribas, tornando-se num clássico desta época.

Las Victorias

O protagonista da festa de Las Victorias é o Touro de Fogo, que a 8 de Setembro transforma a capital sanabresa num centro de atracção de turistas e vizinhos da desta localidade. Este particular espectáculo taurino remonta a meados do século XIX, quando se construiu uma grande armação em forma de touro do qual saíam faíscas, que deambulava pela localidade à procura das suas vítimas. Outro elemento singular da festa de Las Victorias são os Gigantones e Cabeçudos.